Início » Negócios sociais » Flor de Cabruêra – A nova vida dos resíduos

Flor de Cabruêra – A nova vida dos resíduos

Postado por Cécile Petitgand 17 de março de 2016 Deixe um comentário

grupo-flor-de-cabruera

O Flor de Cabruêra é um negócio social e sustentável especializado no reaproveitamento de materiais recicláveis. Fundado em 2007, o negócio resulta de uma iniciativa do Instituto Nova União da Arte (NUA), uma organização sem fins lucrativos implantada no bairro União de Vila Nova, na Zona Leste de São Paulo.

A partir de cintos de segurança, air bags e banners publicitários, todos usados e destinados a serem descartadas, as flores costureiras do Cabrûera produzem, junto com seus ajudantes, bolsas, necessaires e carteiras usando seus talentos criadores. Uma maneira de dar nova vida ao resíduos!

Reaproveitamento com estilo

Um dos maiores problemas ambientais que enfrentamentos hoje é a questão da destinação do nosso lixo. O que fazer com tantos resíduos? Será que as marcas que os produzem podem enfrentar sozinhas tamanho desafio? O Flor de Cabrûera demonstra que das conexões entre a sociedade civil e o mundo empresarial podem nascer novas soluções inovadoras para arcar com este problema.

Em parceria com a Porto Seguro, o negócio social reaproveita por exemplo cintos e air bags de carros para dar vida à novos produtos como bolsas, carteiras e mochilas.

flor-de-cabruera-mochila

Mochila feita a partir de cintos de segurança trançados

 

flor-de-cabruera-bolsa

Bolsa feita a partir de air bag

 

Para comprar os produtos da Flor de Cabruêra, visite sua loja virtual

Sobre Cécile Petitgand

Cécile Petitgand
Doutoranda em administração na Universidade Paris-Dauphine e na USP, sou apaixonada pelas inovações desenvolvidas pelas organizações que pretendem usar os mecanismos de mercado para resolver grandes problemas sociais e ambientais. Acredito no poder de mudança do empreendedorismo e no grande potencial das novas redes de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *