Início » Incubadoras / Aceleradoras » ABC do LGBT ganha o Concurso Negócios Sociais LGBT

ABC do LGBT ganha o Concurso Negócios Sociais LGBT

Postado por Cécile Petitgand 9 de dezembro de 2014 Deixe um comentário

concurso-negócio-social-lgbt-nesst-capa

A NESsT e seu patrocinador Arcus Foundation estão juntos para anunciar o grande vencedor do Concurso de Negócios Sociais LGBT.

No Dia Internacional contra a homofobia, 17 de Maio, foram abertas as inscrições para o Concurso que visava apoiar técnica e financeiramente organizações que lutam pela causa LGBT no Brasil para que se tornem financeiramente sustentáveis. Foram aceitas inscrições de organizações sociais, empresas ou empreendedores que já atuassem na área ou que tivessem uma ideia de negócio social que beneficie a causa LGBT no Brasil.

Após receber e analisar 41 inscrições, a NESsT entrevistou 14 candidatos e escolheu 6 para apoiar no desenvolvimento do Plano de Negócios. Foram 4 meses de capacitação técnica (workshops, reuniões e webinars) abordando temas como design thinking, pesquisa de mercado, marketing, operações, finanças, riscos e impacto social. Ao final dos 4 meses a NESsT Brasil e seus parceiros avaliaram os Planos de Negócios recebidos com o foco na viabilidade dos negócios e no perfil dos empreendedores. Na data de hoje, a NESsT Brasil anuncia o vencedor do I Concurso de Negócios Sociais LGBT do Brasil: a empresa ABC do LGBT.

Vencedor do Concurso de Negócios Sociais LGBT

A ABC do LGTB foi proposta pelo empreendedor Felipe Pasqualotto e será uma Biblioteca Digital de informações sobre o universo LGBT com base nos princípios de co-criação. A plataforma online visa atuar sobre os problemas sociais da homofobia e do preconceito, mas principalmente sobre a falta de dados confiáveis sobre a comunidade LGBT do Brasil.

“A ABC se faz necessária uma vez que o mesmo preconceito imposto à população LGBT, atua como um filtro invisível em pesquisas cotidianas sobre informações relativas a este universo. Como até hoje falar de LGBTs ainda pode ser considerado marginal ou subversivo, qualquer assunto relacionado a esta população acaba diluído em fontes de difícil acesso e/ou pouca credibilidade – quando existentes. Através da consolidação de uma plataforma virtual livre de estigmatizações, o negócio propõe uma ferramenta colaborativa de fácil acesso (estilo Wikipedia), em que todos podem inserir e editar conteúdos -estimulando acima de tudo a construção coletiva do conhecimento.

Preocupada não somente em coletar dados quanti e qualitativos, mas também em promovê-los, a ABC usará estes subsídios para alimentar as esferas pública e privada de conhecimentos relevantes sobre LGBTs.”, descreve Felipe.

A empresa foi escolhida por ser a que mais se destacou no processo de seleção que buscou o negócio social LGBT mais viável e escalável dentre os candidatos. Além do convite para ser incubada pela NESsT Brasil, a ABC do LGBT receberá um capital semente de R$ 25.000 (vinte e cinco mil reais) para o início do negócio.

Negócios inovadores

A NESsT também reconhece e parabeniza a empresa Diverso Consultoria e Treinamentos por seu modelo de negócios inovador, que oferece treinamento e mentoria sobre a comunidade LGBT, para empresas, visando promover a melhoria da sua performance.

“Estamos muito animados com o resultado do Concurso. Esperamos que o apoio técnico e financeiro da NESsT faça com que a ABC do LGBT supere suas metas de impacto social e financeiro nos próximos anos! E que os demais candidatos, não contemplados por esse Concurso, também encontrem o apoio necessário para o desenvolvimento de seus negócios.”, afirma Renata Truzzi – Diretora da NESsT Brasil.

A NESsT é uma das únicas organizações, entre as que apoiam negócios sociais no Brasil, a ter uma abordagem de longo prazo e a considerar desde o estágio inicial dos negócios, incluindo as instituições sem fins lucrativos e empreendedores com novas ideias de negócios como público-alvo.

Fonte: Blog da NESsT

Sobre Cécile Petitgand

Cécile Petitgand
Doutoranda em administração na Universidade Paris-Dauphine e na USP, sou apaixonada pelas inovações desenvolvidas pelas organizações que pretendem usar os mecanismos de mercado para resolver grandes problemas sociais e ambientais. Acredito no poder de mudança do empreendedorismo e no grande potencial das novas redes de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *